DSC_0798

Cegonha-branca (Ciconia ciconia)

A cegonha-branca (Ciconia ciconia) é uma das aves mais conhecidas e emblemáticas da avifauna portuguesa. As suas características únicas, torna a sua identificação muito fácil, mesmo quando está em voo.

[© Armando Caldas, todos os direitos reservados] – Cegonha-branca adulta.

Taxonomia
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Ciconiiformes
Família: Ciconiidae
Género: Ciconia
Espécie: Ciconia ciconia

Distribuição e Ecologia
Estatuto de conservação em Portugal: “Pouco preocupante” (LC), embora no passado estivesse classificada como “Vulnerável” devido aos números reduzidos de indivíduos que existiam no país e no resto do mundo em geral. Este declínio populacional, durante o século XX, foi resultado de uma longa seca em África, onde a espécie inverna. Mundialmente está também classificada como “Pouco preocupante”, pois esta espécie tem uma distribuição extremamente ampla e o tamanho da sua população mundial não se aproxima dos limiares de vulnerabilidade.
A cegonha-branca está presente por quase toda a Europa, com exceção de algumas áreas da Europa Central. Na Ásia ocorre de forma descontínua, mas formando populações extensas em área e em África distribui-se de forma alargada e contínua. É importante reter que a distribuição da cegonha depende da altura do ano, uma vez que é uma espécie migradora. Em Portugal nidifica de norte a sul, mas é escassa no Noroeste do país, sendo notoriamente mais comum a sul do rio Tejo, concentrando-se sobretudo no Alentejo (pode ver o mapa de distribuição aqui).
Habita preferencialmente as proximidades de zonas húmidas, mas ocorre também em terrenos secos. Frequenta, por isso, um vasto leque de habitats, desde terrenos abertos com pastagens ou pousios e montados abertos, a habitats mais húmidos como, charcas, açudes, pauis, rios, ribeiras, lameiros, lagoas costeiras, estuários e arrozais. Aceita com facilidade a presença humana, construindo os seus ninhos frequentemente em estruturas não naturais. As lixeiras, em algumas zonas, são também exploradas pela espécie.
As populações de cegonha-branca, em Portugal, são constituídas no inverno por indivíduos residentes e durante a época de reprodução há um elevado reforço de indivíduos migradores. É uma migradora excecionalmente precoce, uma vez que as zonas de criação do Alto Alentejo começam a ser ocupadas a partir de meados de novembro. No entanto, a maior parte das aves chegam em janeiro e fevereiro e regressam aos seus locais de invernada a partir da primeira quinzena de julho.
Em Portugal ocorre a subespécie C.c.ciconia.
Alimentação: espécie generalista, mas os invertebrados parecem ser o alimento mais consumido em muitas regiões. Também se alimenta de pequenos mamíferos, répteis, anfíbios e aves. A expansão do lagostim-vermelho (Procambarus clarkii) deverá ter resultado numa alteração significativa do regime alimentar em muitas áreas, já que é uma espécie bastante consumida pela cegonha.

Morfologia Externa e Identificação
Comprimento: entre 95 – 110 cm.
Envergadura: entre 180 – 218 cm.
A cegonha-branca é uma ave de dimensão muito grande, com o pescoço e patas compridas. Apresenta uma plumagem branca que contrasta com as penas de voo (primárias, secundárias e terciárias), grandes coberturas, coberturas primárias, alula e escapulares, que são pretas. O bico é bastante comprido e forte, que tal como as patas é avermelhado. O dimorfismo sexual é pouco evidente e de difícil perceção no campo, sendo o macho ligeiramente maior do que a fêmea.
Os juvenis distinguem-se dos adultos através da coloração do bico e das patas. O bico, nas primeiras fases da vida, é mais curto e escuro, passando progressivamente a uma coloração mais avermelhada com a ponta preta. As patas são mais pálidas nos juvenis.
Ao voar mantém o pescoço esticado e projeta as patas para trás, tornando a sua silhueta bem distinta da maior parte das restantes aves.
Esta espécie não vocaliza, mas produz um ruído alto com o abrir e fechar do bico, ouvido sobretudo quando os casais se reúnem no ninho (ouvir aqui).

[© Armando Caldas, todos os direitos reservados] – Cegonha-branca adulta em voo.

Reprodução
A cegonha-branca é uma espécie monogâmica, que pode nidificar isoladamente ou em pequenas colónias, quer monoespecíficas, quer partilhadas com garças e colhereiros. Os ninhos podem ser usados durante anos sucessivos e são normalmente construídos em locais altos, como chaminés, edifícios, árvores, postes de eletricidade de alta tensão, falésias costeiras, etc.
A ocupação dos primeiros ninhos acontece em janeiro, acentuando-se este fenómeno durante os primeiros dias de fevereiro. As posturas são efetuadas durante o mês de março e são constituídas por 2 a 5 ovos. Os juvenis começam a voar por volta dos 60 – 70 dias de idade e cerca de um mês após o primeiro voo, a maioria torna-se independente e deixa o ninho.

[© Armando Caldas, todos os direitos reservados] – Nas árvores podem-se ver vários ninhos de cegonha-branca.

Referências
Cabral, M.J., Almeida, J., Almeida, P.R., Dellinger, T., Ferrand, A.N., Oliveira, M.E., Palmeirim, J.M., Queirós, A.I., Rogado, L., and Santos-Reis, M. (2005). Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal. (Instituto da Conservação da Natureza, Lisboa).
Catry, P., Costa, H., Elias, G., and Matias, R. (2010). Aves de Portugal: Ornitologia do Território Continental. (Lisboa: Assírio & Alvim).
Svensson, L. (2012). Guia de Aves (2º edição). Assírio & Alvim, Porto.
http://naturlink.sapo.pt/Natureza-e-Ambiente/Fichas-de-Especies/content/Cegonha-branca-companheira-antiga-das-populacoes-humanas?bl=1&viewall=true#Go_1
http://www.avesdeportugal.info/ciccic.html
http://www.iucnredlist.org/details/22697691/0

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s